A Síndrome de Burnout em Estudantes de Ciências Contábeis de IES Privadas: Pesquisa na Cidade de São Paulo

  • Ivam Ricardo Peleias Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (Fecap), SP
  • Erotides Rocha Guimarães Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (Fecap), SP
  • Betty Lilian Chan Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (Fecap), SP
  • Mary Sandra Carlotto Universidade do Vale dos Sinos - Unisinos
Palavras-chave: Síndrome de Burnout, Contabilidade, Estudantes, Carreira, Mundo do Trabalho

Resumo

O objetivo do estudo é identificar a prevalência e os fatores sociodemográficos, laborais e acadêmicos associados a Síndrome de Burnout em ultimoanistas de Ciências Contábeis. Burnout é o resultado do stress crônico e constitui-se em alterações nas dimensões (a) Exaustão Emocional, (b) Descrença e (c) Eficácia Profissional. É uma pesquisa empírico-analítica junto a uma amostra não probabilística de 419 alunos do período noturno de sete IES privadas da cidade de São Paulo. Como instrumentos de pesquisa foram usados o MBI-SS e um questionário para as variáveis sociodemográficas, laborais e acadêmicas. Nas três dimensões foram constatadas diferenças significativas entre os alunos, agrupados em cinco categorias de trabalho. A aferição em três dimensões indicou 46,3% dos alunos com alteração na Exaustão Emocional, 11,2% na Descrença e 31,3% na Eficácia Profissional. Foram encontrados três grupos de alunos com alterações, relativas às dimensões as quais estão expostos. Estão descritos os resultados obtidos em dois grupos, expostos a duas ou mais dimensões causadoras de Burnout. O grupo 2 revelou alterações na Exaustão Emocional e em alguma outra dimensão, o grupo 3 nas três dimensões. Os alunos de uma IES revelaram nos três grupos maiores chances de exposição a Burnout. O mesmo ocorreu para os sujeitos do grupo 3 de outras IES. Parte dos sujeitos manifestou a sensação de que não estarem capacitados aumenta as chances de exposição a Burnout.

Biografia do Autor

Ivam Ricardo Peleias, Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (Fecap), SP
CPF:1402220812/ //Instituição Filiada:FECAP-SP e PUC-SP/ //Maior Titulação: Doutor/ //Instituição Proferente da Maior Titulação:FEA-USP/ //Link do Currículo Lattes:Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1583907056732686/ //Telefone Fixo:11-3272-2301
Erotides Rocha Guimarães, Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (Fecap), SP
Mestre em Ciências Contábeis pela Fundação Escola de Comércio álvares Penteado (Fecap), SP
Betty Lilian Chan, Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (Fecap), SP
Professora e Pesquisadora da Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (Fecap), SP
Mary Sandra Carlotto, Universidade do Vale dos Sinos - Unisinos
Doutora em Psicologia Social pela Universidade de Santiago de Compostela, Espanha(2005)

Referências

Alberton, L., & Beuren, I. M. (2002). A formação comportamental de auditores contábeis independentes: um estudo multicaso - Revista Eletrônica de Ciências Administrativas, 1(2), pp. 1-15.

Back, C. M., Moser, A. M., & Amorim, C. (2009) Burnout e autoestima em estudantes de direito, IX Con¬gresso Nacional de Educação e o Encontro Sul Brasileiro de Psicopedagogia. Curitiba, Paraná, Brasil, 3.

Borges, A. M. B., & Carlotto, M.S. (2004). Síndrome de Burnout e fatores de estresse em estudantes de um curso técnico de enfermagem. Aletheia, 19, pp. 45-56. Recuperado em 20 de junho, 2016, de http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-03942004000100005&lng=p t&tlng=pt.

Borges, F. J., Miranda, B. S., & Casado, T. (2010) Desenvolvimento da carreira: Trabalho, família e outras dimensões do projeto de vida da pessoa. In: J.S. Dutra (Org.), Gestão de carreiras na empresa con¬temporânea, pp. 172-189. São Paulo: Atlas.

Bosqued, M. (2008). Quemados el síndrome de Burnout: Que és y como superarlo. Barcelona: Paidós.

Caballero C. C., Abello, R, & Palacios S. J. (2007). Relación del burnout y el rendimiento académico con la satisfacción frente a los estudios en estudiantes universitarios. Avances en Psicología Latinoame¬ricana, 25(2), pp. 98-111.

Camargo, R. G., & Silva, S. M. M. (2006). Aprendizagem de adultos e pensamento crítico nos cursos de Ciências Contábeis. In: Peleias, I. R. (Org). Didática do ensino da contabilidade – aplicável a outros cursos superiores. São Paulo, Saraiva.

Carlotto, M. S., Nakamura, A. P., & Câmara, S. G. (2006). Síndrome de Burnout em estudantes universi¬tários da área da saúde. Psico, 37(1), pp. 57-62.

Carlotto, M. S., & Câmara, S. G. (2006). Características psicométricas do Maslach Burnout Inventory – Student Survey (MBI_SS) em estudantes universitários brasileiros. PSICO-USF. 11(2), pp. 167-173.

Carlotto, M. S. & Câmara, S. G. (2008). Preditores da Síndrome de Burnout em estudantes universitários. Pensamiento Psicológico, Cali 4(10), pp. 101-109.

Carlotto, M. S., Câmara, S. G., Otto, F. & Kauffmann, P. (2009). Síndrome de Burnout e coping em estu¬dantes de Psicologia. Boletim de Psicologia, 59(131), pp. 167-178.

Carvalho, J. R. M., Silva, M., & Holanda, F. M. A. (2006). Perspectivas dos formandos do curso de ciências contábeis em relação ao mercado de trabalho de uma IES pública no estado do Rio Grande do Norte. Encontro Nacional De Pós-Graduação Em Administração. Salvador, Bahia, Brasil. 30. Recuperado em 10 novembro, 2016 de http://www.anpad.org.br/enanpad/2006/dwn/enanpad2006-epqb-1220.pdf

Casserley,T., & Megginson, D. (2009). Learning from Burnout. Oxford: Elsevier.

Cooper, C. L., & Marshall, J. (1978). Sources of managerial and collar e stress. New York: Wiley.

Dutra, J. S., & Veloso, E. F. R. (2010). Evolução do conceito de carreira e sua aplicação para a organização e para as pessoas. In: J. S. Dutra (Org.), Gestão de carreiras na empresa contemporânea, 1, pp. 3-39. São Paulo: Atlas.

Ferreira, M. A. A. (2010). Orientação profissional. In: J. S. Dutra (Org.). Gestão de carreiras na empresa contemporânea, pp. 155-171, São Paulo: Atlas.

França, A. C. L. & Rodrigues, A. V. (2012). Stress e trabalho uma abordagem psicossomática, (4ª ed.). São Paulo: Atlas.

Freudenberger, H. J. (1975). The staff burn-out syndrome in alternative institutions, psychotherapy: theory, research and practice, 12(1), pp. 73-82. doi:10.1037/h0086411

Hernandes, A. (2011). O estresse e o profissional da contabilidade. Marketing contábil. Recuperado em 10 novembro, 2016 de http://www.andersonhernandes.com.br/2011/07/02/o-estresse-e-o-profis¬sional-contabi//

Holland, C. B. (2000). A profissão de contador na atualidade, e sugestões para o seu futuro. Revista da As¬sociação de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade. Recuperado em 10 novembro, 2016 de www.aicpa.org/edu/corecomp.htm

Hosmer, D. W. & Lemeshow, S (1980). Goodness-of-fit tests for the multiple logistics regression model. Communications in statistics: Theory and methods, New York., 9(10), pp. 1043-1069.

Kalbers, L. P.& Forgaty, T. J. (2005). Antecedents to Internal Auditor BURNOUT. Journal of Managerial Issues; 1(17) pp. 101.

Larson, L. L. (2001). Gender differences in internal auditor job Burnout. Internal Auditing; 26(1) pp.11.

Law, D. W. (2010). A Measure of Burnout for Business Students. Journal of Education for Business 85, pp.195-202. doi:10.1080/08832320903218133

Leal, E. A., Miranda, G. J. & Carmo, C. R. S. (2011). Teoria da autodeterminação: uma análise da moti¬vação dos estudantes do Curso de Ciências Contábeis. Revista Contabilidade & Finanças - USP, 24(62), pp.162-173.

Marion, J. C. (2003). Preparando-se para a Profissão do Futuro. Recuperado em 10 novembro, 2016 de http://www.classecontabil.com.br/artigos/ver/134

Maroco, J. & Tecedeiro, M. (2009). Inventário de Burnout de maslach para estudantes portugueses. Psico¬logia, Saúde e Doenças. 10(2), pp. 227-236.

Martins, H.T. (2010). Gestão de Carreiras na era do conhecimento: Abordagem conceitual e resultados de pesquisas. Rio de Janeiro: Qualitymark.

Martínez, I. M. M., Silva, A.L., Pinto, A.M., Soria, M.S. & Schuller, S. (2002). Burnout en estudiantes uni¬versitarios de España y Portugal un estúdio transcultural. Ansiedad y estrés, 8, pp. 13-23.

Martínez, I. M. M., & Pinto, A. M. (2005). Burnout en estudiantes universitários de España y Portugal y su relación com variables académicas. Aletheia, 21, pp. 21-30.

Maslach, C.; Jackson, S. E. & Leiter, M. P. (2010). MBI maslach Burnout inventory, manual. (3ª ed.) Palo Alto, CA.

Matsuura, A. A. (2008). Motivações e dificuldades de estudantes do curso de ciências contábeis no perío¬do noturno da cidade de São Paulo. Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado - FECAP, São Paulo, SP, Brasil.

Mccullagh, P. Nelder, J. A. (1989). Generalized Linear Models. 2nd ed. London: Chapman and Hall/CRC.

Megginson, L. C., Mosley, D. C., & Pietri P. H. Jr., (1986). Administração conceitos e aplicações. São Paulo: Harper & Row do Brasil.

Monte, P. R. G. (2005). El síndrome de quemarse por el trabajo Burnout. Madrid: Ediciones Pirámide.

Nelder, J. A., & Wedderburn, R. W. N. (1972). Generalized linear models. Journal of the Royal Statistical Society, [S.I], 135(3), pp. 370-384. doi:10.2307/2344614

Nossa, V. (1999). A necessidade de profesores qualificados e atualizados para o ensino da Contabilidade. Revista de Contabilidade do CRC-SP. São Paulo: Conselho Regional de Contabilidade, 9.

Nunnaly, Jc C., & Bernstein, I. H. (1994). Psychometric Teory. 3 ed. New York: McGraw-Hill.

Peleias, I. R., Petrucci, V. B. C., Garcia, M. N., & Silva, D. (2008). Pesquisa sobre a percepção dos alunos do 1º. Ano de Ciências Contábeis na cidade de São Paulo em relação às dificuldades por eles per¬cebidas no período noturno. Revista Universo Contábil, 4(1), pp. 81-94.

Pereira, A.M.T.B. Jiménez-Moreno, B., Kurowski, C.M., Amorim, C.A., Cartollo, R.S., Garrosa, E.S. & González, J.L. (2010). Burnout: Quando o trabalho ameaça o bem estar do trabalhador. (4º ed.) São Paulo: Casa do Psicólogo.

Pires, C. B., Ott, E., & Damacena, C. (2010). A formação do Contador e a demanda do mercado de traba¬lho na Região Metropolitana de Porto Alegre (RS). BASE - Revista de Administração e Contabili¬dade da UNISINOS, 7(4), pp. 315-327. doi:10.4013/base.2010.74.05

Reinhold, H. H. (2002). O Burnout. In: M. Lipp, (Org.), Stress do professor. (pp. 63-80). Campinas: Papirus.

Schaufeli, W. B., Marínez, I. M., Pinto, A. M., Salanova, M. & Bakker, A. B. (2002). Burnout and engage¬ment in university students. A Cross National Study, 33 (5), pp.464-481.

Shiron, A. (1989). Burnout in work organizations. In Cooper, C.L. Robertson, I. International Review of Industrial and Organizational Psychology. New York: Wiley & Sons, pp. 25-48.

Shulke, A.P., Tarouco, A.M., Koetz, A., Ivana, A & Carlotto, M.S. (2011). A Síndrome de BURNOUT em Estagiários de Fisioterapia. Revista Diversitas – Perspectivas en Psicologia, 7(1), pp. 167-177.

Silva, R. M. P. (2008). Percepção de formandos em ciências contábeis sobre sua preparação para o ingres¬so no mercado de trabalho: um estudo no âmbito do Distrito Federal. Dissertação de mestrado, Universidade de Brasília, Brasília, Distrito Federal, Brasil.

Sothe, A., Bieger, E.I., Hein, N.S., Domingues, M.J.C.S. (2012). Satisfação e perspectiva profissionais dos acadêmicos dos cursos de Administração e de Ciências Contábeis de uma Instituição de ensino de Santa Catarina. RBC-Revista Brasileira de Contabilidade, 196, pp. 53-65.

Sweeney, J. T. & Summers, S. L. (2002). The effect of the busy season workload on public accoun¬tants’ job Burnout. Behavioral Research in Accounting. Sarasota. (14) pp. 223-245. doi:10.2308/ bria.2002.14.1.223

Tarnowski, M., & Carlotto, M. S. (2007). Síndrome de Burnout em estudantes de Psicologia, Temas em Psicologia, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil. 15(2) pp. 173-180.

Teodoro, A. F. O, Teodoro, J.C., Ribeiro Filho, J.F. & Cunha, S.A. (2009). Empregabilidade e (in)formação: Um estudo sobre os fatores que impactam as atividades dos contadores no município de Recife – Pernambuco, Congresso Virtual Brasileiro de Administração, 6. Recuperado em 10 novembro, 2016 de http://www.convibra.com.br/2009/artigos/138_0

Vasconcelos, R. P., Castro, C.A., Moura Neto, A.R., Rocha, S.G., Barros, A.R.C. & Abdon, A.P.V. (2012) A ocorrência da síndrome de Burnout nos acadêmicos do último ano do curso de fisioterapia. Revis¬ta Fisioter S fun, Fortaleza. Ceará, Brasil, 1(1), pp. 42-46.

Villela, L. E., & Nascimento, L. M. F. (2003). Competências pós-industriais exigidas pelas empresas a es¬tagiários e recém formados, Encontro Nacional Da Associação Nacional de Programas de Pós-Gra¬duação em Administração (ANPAD), Atibaia. Recuperado em 10 novembro, 2016 de www.anpad. org.br/diversos/trabalhos/EnANPAD/enanpad_2003/GRT/2003_GRT1662.pdf

Publicado
29-03-2017
Como Citar
Peleias, I. R., Guimarães, E. R., Chan, B. L., & Carlotto, M. S. (2017). A Síndrome de Burnout em Estudantes de Ciências Contábeis de IES Privadas: Pesquisa na Cidade de São Paulo. Revista De Educação E Pesquisa Em Contabilidade (REPeC), 11(1). https://doi.org/10.17524/repec.v11i1.1468
Seção
Artigos