Fatores de Influência na Retenção Discente: Um Estudo com Alunos de Graduação em Ciências Contábeis

  • Luis Felipe Hortenzi Vilela Braga PUC SP - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
  • Neusa Maria dos Santos Bastos Fernandes Santos PUC SP - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
  • José Carlos Toledo UFSCar - Universidade Federal de São Carlos
  • Andrei Aparecido Albuquerque UFSCar - Universidade Federal de São Carlos
  • Jhon Franky Bernedo Gonzales UFSCar - Universidade Federal de São Carlos
Palavras-chave: Retenção discente, graduação em Ciências Contábeis, fatores de influência na retenção discente, análise fatorial, modelagem por equações estruturais

Resumo

Objetivo: O objetivo da pesquisa é analisar fatores de influência na retenção discente, visando à geração de indicadores para a gestão de cursos de Ciências Contábeis. Os fatores considerados são derivados do modelo de Cabrera, Nora e Castañeda (1992) e abrangem fatores cognitivos, comportamentais e externos à instituição. Método: Os dados foram coletados por meio de pesquisa survey, com uma amostra de 155 alunos de um curso de graduação presencial em Ciências Contábeis. Mediu-se a percepção dos alunos em uma escala Likert, quanto aos fatores considerados. Os dados foram submetidos à análise fatorial e à modelagem por equações estruturais. Resultados: Os resultados evidenciaram maior importância dos fatores “encorajamento de pessoas próximas” e “desenvolvimento acadêmico e intelectual” na explicação da retenção discente. Contribuições: Os resultados contribuem para a criação de mecanismos e indicadores com impacto na retenção, colaborando com a gestão dos cursos de Ciências Contábeis, por meio da percepção dos discentes em relação ao curso e seu contexto.

Biografia do Autor

Luis Felipe Hortenzi Vilela Braga, PUC SP - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Possui graduação em Ciências Contábeis, pós graduação em Gestão Estratégica de Empresas pelo Centro Universitário Central Paulista (UNICEP) e pós graduação em Finanças e Controladoria - 2013 pela Universidade de são Paulo (USP), Mestrado em Ciências Contábeis e Atuariais-2016 pela Pontifícia Universidade Católica do Estado de São Paulo. Tem experiência profissional em Administração de Empresas focando Gestão Estratégica e Controladoria
Neusa Maria dos Santos Bastos Fernandes Santos, PUC SP - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Professora Titular da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Faculty Research Program Fellow - McGill University, Canadá (1996) / Pós-Doutorado, Doutorado em Controladoria e Contabilidade pela USP (1992), Mestrado em Administração pela USP (1984) e Graduação em Administração de Empresas pela USP (1974). Em 1990 foi Fulbright Scholar (CIES/USA) na Business School of the University of Michigan, Ann Arbor (UMI). Entre 2003 e 2009 foi bolsista do Governo Canadense pelo Programa International Council of Canadian Scholars (ICCS/Otawa). Professora Honoris Causa (Rede Paulista de Ensino Superior). Autora de livros, capítulos, trabalhos completos apresentados em congressos acadêmicos e artigos publicados em periódicos de âmbitos internacional e nacional. Coordenadora de Programa de Pós-Graduação Stricto-Sensu em Ciências Contábeis e Financeiras e Coordenadora de Programa de Pós-Graduação Stricto-Sensu em Administração. Consultora adhoc para agências de fomento (FAPESP, CAPES) e para órgãos públicos educacionais, como Conselho Estadual da Educação de São Paulo (CEE-SP) e INEP. Presidente do Conselho Diretor da Associação Brasileira de Editores Científicos (ABEC). Presidente do Conselho Científico da Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento.
José Carlos Toledo, UFSCar - Universidade Federal de São Carlos
Possui graduação em Engenharia de Produção pela Universidade de São Paulo (1979), mestrado em Engenharia de Produção pela COPPE - Universidade Federal do Rio de Janeiro (1985), doutorado em Engenharia (Engenharia de Produção) pela Universidade de São Paulo (1993) e especialização em TQM pela AOTS/JUSE, Japão (1990). Atualmente é professor titular do Departamento de Enga. de Produção e do PPGEP da UFSCar. Tem experiência na área de Engenharia de Produção, com ênfase em Gestão da Qualidade e Gestão do Desenvolvimento de Produto, atuando principalmente nos seguintes temas: sistemas de gestão da qualidade, gestão do processo de desenvolvimento de produto, controle e melhoria de processos, gestão da qualidade na agroindústria, sistemas de gestão da qualidade para unidades de produção rural, ferramentas para melhoria contínua da qualidade, gestão da qualidade e acreditação em serviços de saúde.
Andrei Aparecido Albuquerque, UFSCar - Universidade Federal de São Carlos
Doutor em Administração das Organizações; Mestre em Controladoria e Contabilidade; MBA Controladoria e Finanças e Bacharel em Ciências Contábeis, todos os títulos pela Universidade de São Paulo (USP). Foi visiting scholar na University of Ilinois at Urbana-Champain. Atualmente é professor no Departamento de Engenharia de Produção da UFSCar.Docente vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Gestão de Organizações e Sistemas Públicos da UFSCar, Atua nas Áreas de Administração Financeira, Mercado Financeiro, Engenharia Econômica, Custos e Controladoria. Os temas de interesse em ensino pesquisa e extensão são: Custo de Capital, Estrutura de Capital, Desempenho Financeiro e Gestão Baseada em Valor.
Jhon Franky Bernedo Gonzales, UFSCar - Universidade Federal de São Carlos
Possui graduação em Matemáticas pela Universidad Nacional de San Agustin-Arequipa (2005), Mestrado em Estatística pela Universidade Federal de São Carlos. Tem experiência na área de Probabilidade e Estatística, com ênfase em Estatística.

Referências

Araujo, A. M. P. & Mello, R. R. (2014). What is the training of the accounting professor in Brazil. Creative Education. Recuperado em 20 de setembro, 2015 de www.scirp.org/journal/PaperInformation.aspx?PaperID=47146. doi: http://dx.doi.org/10.4236/ce.2014.511102

Astin, A. W. (1975). Preventing students from dropping out. San Francisco: Jossey-Bass.

Astin, A. W. (1984). Student involvement: a developmental theory for higher education. Journal of college student personnel, 25(4), pp. 297-308. Recuperado em 14 de setembro, 2015, de https://www.middlesex.mass.edu/ace/downloads/astininv.pdf

Bean, J. P. (1982). Conceptual models of student attrition: How theory can help the institutional researcher. New Directions for Institutional Research, 36, pp. 17-33. doi: http://dx.doi.org/10.1002/ir.37019823604

Bean, J. P. & Metzger, B. S. (1985). A conceptual model of nontraditional undergraduate student attrition. Review of Educational Research, 55(4), pp. 485-540. doi: http://dx.doi.org/10.2307/1170245

Bean, J. P. y Vesper, N. (1990). Qualitative approaches to grounding theory in data: Using LISREL to develop a local model and theory of student attrition. Communication presented in the annual meeting of the American Educational Research Association, Boston, EUA.

Bentler, P. M. (1990). Comparative fit indexes in structural models. Psychological Bulletin, Washington, DC, 107(2), pp. 238-246. doi: http://dx.doi.org/10.1037/0033-2909.107.2.238

Berger, J. B., Ramirez, G. B. & Lyons, S. (2012). A historical look at retention. In: SEIDMAN, A. College student retention: formula for student success. 2ª ed. Maryland: Rowman & Littlefield, pp. 7-34. doi: http://dx.doi.org/10.12691/education-2-6-13

Biazus, C. A. (2004). Sistema de fatores que influenciam o aluno a evadir-se dos cursos de graduação na UFSM e na UFSC: um estudo no Curso de Ciências Contábeis. Tese de Doutorado em Engenharia de Produção. Centro Tecnológico, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil. Recuperado em 10 de setembro, 2016 de https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/87138

Brown, T. A. (2015). Confirmatory factor analysis for applied research. New York: Guilford.

Browne, M. W. & Cudeck, R. (1993). Alternative ways of assessing model fit. Sage Focus Editions, 154, pp. 136-136. doi: http://dx.doi.org/10.1177/0049124192021002005 -

Byrn, M. & Flood, B. (2005). A study of accounting students' motives, expectations and preparedness for higher education. Journal of Further and Higher Education, 29(2), pp. 111-124. doi: http://dx.doi.org/10.1080/03098770500103176

Cabrera, A. F., Nora, A. & Castañeda, M. B. (1992). M. B. The role of finances in the persistence process: a structural model. Research in HigherEducation, 33(5), pp. 571-593. http://dx.doi.org/10.1007/BF00973759

Cabrera, A. F., Castañeda, M .B., Nora, A. & Hengstler, R. (1992). The convergence between two theories of college persistence. The Journal of Higher Education, pp. 143-164. doi: http://dx.doi.org/10.2307/1982157

Cislaghi, R. (2008). Um modelo de sistema de gestão do conhecimento em um framework para a promoção da permanência discente no ensino de graduação. Tese de Doutorado em Gestão do Conhecimento. Programa de Engenharia e Gestão do Conhecimento- Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil. Recuperado em 21 de outubro, 2016 de http://btd.egc.ufsc.br/wp-content/uploads/2010/06/Renato-Cislaghi.pdf

Cunha V. A. da, Nacimento J. E. & Dursoo S.(2016). Razões e Influências para a Evasão Universitária: Um estudo com Estudantes Ingressantes nos cursos de Ciências Contábeis de Instituições Públicas Federais da Região Sudeste. Advances in ScientificandAppliedAccounting, 9(2), pp. 141-161. doi: http://dx.doi.org/10.14392/asaa.2016090202

Cunha P. R. da, Gomes, G. & Beck, F. (2016). Satisfação dos Estudantes do Curso de Ciências Contábeis: Estudo em Universidades Públicas de Santa Catarina. Contabilidade Vista & Revista, 27(1). Recuperado em 16 de maio, 2017 de http://www.redalyc.org/html/1970/197045799004/

Dias, E. C. M.; Theófilo, C. R.; Lopes, M. A. S. (2010). Evasão no ensino superior: estudo dos fatores causadores da evasão no curso de Ciências Contábeis da Universidade Estadual de Montes Claros – Unimontes – MG. In: CONGRESSO USP DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA EM CONTABILIDADE, São Paulo, SP, 7.

Ferreyra, M. M., Aviatabile C. & Botero Álvarez J. (2017). At a Crossroads: Higher Education in Latin America and the Caribbean. Recuperado em 10 de outubro, 2017, de http://hdl.handle.net/10986/26489

Gomes, G., Dagostini, L. & CUNHA, P. R. da (2013). Satisfação dos Estudantes do Curso de Ciências Contábeis: estudo em uma Faculdade do Paraná. Revista da Faculdade de Administração e Economia, 4(2), pp. 102-123. doi: http://dx.doi.org/10.15603/2176-9583/refae.v4n2p102-123

Hu, L. & Bentler, P. M. (1999). Cutoff criteria for fit indexes in covariance structure analysis: conventional criteria versus new alternatives. StructuralEquationModeling: A MultidisciplinaryJournal, 6(1), pp. 1-55. doi: http://dx.doi.org/10.1080/10705519909540118

INEP. (2016). Censo da Educação Superior: Principais Resultados. Recuperado em 07 de dezembro, 2016 de http://download.inep.gov.br/educacao_superior/censo_superior/documentos/2016/censo_superior_tabelas.pdf

Lizote, S. A., Verdinelli, M. A., Borba, J. A. & Vale Brasil, M. L. A. do (2014). Satisfação dos Acadêmicos com o Curso de Ciências Contábeis: Um Estudo em Instituições de Ensino Superior Privadas. Advances in Scientific and Applied Accounting, 7(3), pp. 407-431. doi: http://dx.doi.org/10.14392/ASAA.2014070305

Lobo, M. B. C. M. (2012). Panorama da evasão no ensino superior brasileiro: aspectos gerais das causas e soluções. Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior. Cadernos, n.º 25. Recuperado em 09 de outubro, 2015, de www.abmes.org.br/abmes/video/detalhe/id/35

Metzner, B., & Bean, J. (1987). The Estimation of a Conceptual Model of Nontraditional Undergraduate Student Attrition. Research in Higher Education, 27(1), pp. 15-38. Recuperado em 10 de agosto de 2016 de http://www.jstor.org/stable/40195801

Nora, A. (1987). Determinants of retention among Chicano college students: A structural model. Research in highereducation, 26(1), pp. 31-59. doi: http://dx.doi.org/10.1007/BF00991932

Nora, A., Attinasi, L. C. & Matonak, A. (1990). Testing qualitative indicators of precollege factors in Tinto's attrition model: A community college student population. The Review of Higher Education, 13(3), p. 337. doi: http://dx.doi.org/10.1353/rhe.1990.0021

Nora, A. & Rendon, L. I. (1990). Determinants of predisposition to transfer among community college students: A structural model. Research in HigherEducation, 31(3), pp. 235-255. doi: http://dx.doi.org/10.1007/bf00992310

Organisation for Economic Co-Operation and Development (OCDE) (2013). Indicadores educacionais em foco: dados da educação, evidências da educação, políticas da educação, análises da educação e estatísticas da educação. Recuperado em 1 de junho, 2015 de <http://www.oecd.org/edu/skills-beyond-school/INDICADORES%20EDUCACIONAIS%20EM%20FOCO%20N%C2%B011.pdf >

Osborene, J. W. (2014). Best practices in exploratory factor analysis. Louisville: CreateSpace Independent Publishing Platform.

Pascarella, E. T. & Chapman, D. W. (1983). A multiinstitutional, path analytic validation of Tinto’s model of college withdrawal. American educationalresearchjournal, 20(1), pp. 87-102. doi: http://dx.doi.org/10.2307/1162676

Pascarella, E. T., Duby, P.B. & Iverson, B. K. (1983). A text and reconceptualization of a theoretical model of college withdrawal in a commuter institution setting. SociologyofEducation, 56(1), pp. 88-100. doi: http://dx.doi.org/10.2307/2112657

Pascaarella, E. T. & Terenzini, P. K. T.(1980). Predicting freshman persistence and voluntary dropout decisions from a theoretical model. The Journal of Higher Education, 51(1), pp. 60-75. doi: http://dx.doi.org/10.2307/1981125

Paswan, A. K. & Young, J. A. (2002). Student evaluation of instructor: A nomological investigation using structural equation modeling. Journalof Marketing Education, 24(3), pp. 193-202. doi: http://dx.doi.org/10.1177/0273475302238042

Peleias, I. R., Petrucci, V. B. C., Garcia, M. N. & SILVA, D. (2008). Pesquisa sobre a percepção dos alunos do S DO 1º ano de Ciências Contábeis na cidade de São Paulo e as dificuldades por eles percebidas no período noturno. Revista Universo Contábil, 4(1) pp. 81-94. doi: http://dx.doi.org/10.4270/ruc.20084

Pereira, F. C. B. (2003). Determinantes da evasão de alunos e os custos ocultos para as Instituições de Ensino Superior. Tese de doutorado. Universidade do Extremo Sul Catarinense, Florianópolis, SC, Brasil. Recuperado em 16 de novembro, 2016 de https://repositorio.ufsc.br/xmlui/bitstream/handle/123456789/86403/198634.pdf

R Core Team. (2015). R: a linguagem e ambiente para computação estatística. Viena: Fundação R para Statistical Computing. Recuperado em 10 de dezembro, 2015 de https://www.r-project.org/contributors.html

Rosseel, Y. (2012). lavaan: an R package for structural equation modeling. JournalofStatistical Software, 48(2), pp. 1-36. doi: http://dx.doi.org/10.18637/jss.v048.i02

Silva Filho, R. L. L., Montejumas P.R., Hipólito O., Lobo, M. B. C. M., A evasão no ensino superior brasileiro. Cadernos de Pesquisa, v. 37, n. 132, pp. 641-659.

Spady, W. G. (1970). Dropouts from higher education: An interdisciplinary review and synthesis. Interchange, 1(1), pp. 64-85. doi: http://dx.doi.org/10.1007/BF02214313

Tinto, V. (1975). Dropout from higher education: a theoretical synthesis of recent research. ReviewofEducationalResearch, 45(1), pp. 89-125. doi: http://dx.doi.org/10.3102/00346543045001089

Tinto, V. (2006).Research and practice of student retention: what next. Journal of College Student Retention: Research, Theory & Practice, 8(1), pp. 1-19. doi: http://dx.doi.org/10.2190/4YNU-4TMB-22DJ-AN4W

Tinto, V. (2012). Completing college: rethinking institutional action. Chicago: University of Chicago Press.

Voorhees, R. A. (1985). Finacial aid and persistence: Do the federal campus-based aid programs make a difference?. JournalofStudent Financial Aid 15: 21-30. Recuperado em 20 de maio, 2017 de http://publications.nasfaa.org/cgi/viewcontent.cgi?article=1419&context=jsfa

Publicado
26-07-2018
Como Citar
Braga, L. F., Santos, N. M. dos S., Toledo, J. C., Albuquerque, A., & Gonzales, J. F. (2018). Fatores de Influência na Retenção Discente: Um Estudo com Alunos de Graduação em Ciências Contábeis. Revista De Educação E Pesquisa Em Contabilidade (REPeC), 12(3). https://doi.org/10.17524/repec.v12i3.1778
Seção
Artigos