IMPLICAÇÕES DE CRISES ECONÔMICAS NA RELEVÂNCIA DA INFORMAÇÃO CONTÁBIL DAS EMPRESAS BRASILEIRAS

  • Fábio Moraes da Costa Fundação Instituto Capixaba de Pesq. em Contabilidade, Economia e Finanças
  • Danilo José Santana dos Reis
  • Arilda Magna Campagnaro Teixeira Fundação Instituto Capixaba de Pesq. em Contabilidade, Economia e Finanças
Palavras-chave: Crises, Relevância da Informação Contábil, Modelo de Ohlson

Resumo

Este estudo examina se em períodos de crises financeiras no Brasil (1997-1999, 2002 e 2007-2008) a relevância da informação contábil sofre impacto, tanto em relação ao patrimônio líquido quanto ao resultado. Para tanto, a amostra foi composta por 1.904 observações, entre 1997 e 2010. Trata-se de um estudo empírico que se utiliza de análise de regressão com dados em painel. Para responder à questão de pesquisa foi utilizada uma regressão empregando-se uma variável dummy para os anos de choques macroeconômicos negativos e como estes afetam a relação entre os preços de mercado e as variáveis contábeis. Os resultados indicam que as crises afetam, positivamente, a relevância do patrimônio líquido e, negativamente, a do lucro líquido, corroborando estudos realizados anteriormente na Tailândia e no México. Assim, os efeitos macroeconômic os devem ser levados em consideração nas análises de como a informação contábil captura a realidade econômica das empresas. Sugere-se, para as próximas pesquisas, que seja analisada uma amostra de países latino-americanos para avaliar se há similaridade nos efeitos da relevância da informação contábil ou se as políticas estabelecidas para mitigar os efeitos da crise podem levar a impactos diferenciados.

Biografia do Autor

Fábio Moraes da Costa, Fundação Instituto Capixaba de Pesq. em Contabilidade, Economia e Finanças
Professor Associado
Publicado
28-06-2012
Como Citar
da Costa, F. M., dos Reis, D. J. S., & Teixeira, A. M. C. (2012). IMPLICAÇÕES DE CRISES ECONÔMICAS NA RELEVÂNCIA DA INFORMAÇÃO CONTÁBIL DAS EMPRESAS BRASILEIRAS. Revista De Educação E Pesquisa Em Contabilidade (REPeC), 6(2). https://doi.org/10.17524/repec.v6i2.632
Seção
Artigos