REMUNERAÇÃO DE EXECUTIVOS E DESEMPENHO FINANCEIRO: UM ESTUDO COM EMPRESAS BRASILEIRAS

  • Elizabeth Krauter Professora da Universidade de São Paulo (FEA-RP/USP)
Palavras-chave: executivos, remuneração financeira, remuneração não financeira, desempenho financeiro, Brasil.

Resumo

O objetivo desta pesquisa foi investigar a relação entre a remuneração dos executivos e o desempenho financeiro nas empresas brasileiras. Os dados da pesquisa são secundários e foram coletados de dois bancos de dados: a) Programa de Estudos em Gestão de Pessoas (PROGEP); b) Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras (FIPECAFI). A amostra não probabilística é formada por 82 empresas não financeiras. Para operacionalizar a variável independente remuneração, foram utilizados, além do salário mensal médio e do salário variável médio, três índices que foram criados especialmente para esta pesquisa: benefícios, carreira e desenvolvimento. Esses índices mediram o acesso a benefícios; a mecanismos de estímulo e suporte à carreira; a mecanismos de estímulo à educação. Trata-se de itens oferecidos pelas empresas a seus diretores, vice-presidentes e presidentes, os quais são denominados, neste trabalho, de “executivos”. Esses dados de remuneração são do exercício de 2008. Quanto à variável dependente desempenho financeiro, foram utilizados três indicadores contábeis: crescimento das vendas, retorno sobre patrimônio líquido e retorno sobre ativos, dos exercícios sociais de 2008 e de 2009. O porte das empresas e o setor de atuação foram utilizados como variáveis de controle. Os resultados do teste de correlação de Spearman apontaram a existência de relação significante entre remuneração financeira e desempenho financeiro. E os resultados da análise de regressão linear múltipla mostraram a existência de relação significante entre remuneração financeira e desempenho financeiro e entre remuneração não financeira e desempenho financeiro

Biografia do Autor

Elizabeth Krauter, Professora da Universidade de São Paulo (FEA-RP/USP)
Doutora em Administração (USP)

Referências

Attaway, M. C. (2000). A study of the relationship between company performance and CEO compensation. American Business Review, 18(1), 75-85.

Bálkin, D. B. & Gómez-Mejia, L. R. (1987). Toward a contingency theory of compensation strategy. Strategic Management Journal, 8(2), 169-182.

Barkema, H. G. & Gómez-Mejia, L. R. (1998). Managerial compensation and firm performance: a general research framework. Academy of Management Journal, 41(2), 135-145.

Camargos, M. A.; Helal, D. H. & Boas, A. P. (2007, outubro). Análise empírica da relação entre a remuneração de executivos e o desempenho financeiro de empresas brasileiras. Anais do Encontro Nacional de Engenharia de Produção, Foz do Iguaçu, PR, Brasil, 27.

Carlon, D. M.; Downs, A. A. & Wert-Gray, S. (2006). Statistics as fetishes: the case of financial performance and executive compensation. Organizational Research Methods, 9(4), 475-490.

Carton, R. B. & Hofer, C. W. (2006). Measuring organizational performance: metrics for entrepreneurship and strategic management research. Northampton: Edward Elgar.

Chakravarthy, B. S. (1986). Measuring strategic performance. Strategic Management Journal, 7(5), 437-458.

Chiavenato, I. (1989). Recursos humanos na empresa. São Paulo: Atlas.

Eboli, M. (2002). O desenvolvimento das pessoas e a educação corporativa. In: Fleury, M. T. L. et al. As pessoas na organização. São Paulo: Editora Gente.

Fombrun, C. J.; Tichy, N. M. & Devanna, M. A. (1984). Strategic human resource management. New York: Wiley.

Gómez-Mejia, L. R. & Welbourne, T. M. (1988). Compensation strategy: an overview and future steps. HR Human Resource Planning, 11(3), 173-189.

Hipólito, J. A. M. & Dutra, J. S. (2012). Remuneração e recompensas. Rio de Janeiro: Elsevier.

Jensen, M. C. & Meckling, W. H. (1976). Theory of the firm: managerial behavior, agency costs, and ownership structure. Journal of Financial Economics, 3(4), 305-360.

Kato, T.; Kim, W. & Lee, Ju-Ho. (2005). Executive compensation, firm performance and Chaebols in Korea: evidence from new panel data. SSRN. Recuperado em 24 agosto, 2013, de http://ssrn.com/abstract=548921.

Keats, B. W. (1990). Diversification and business economic performance revisited: issues of measurement and causality. Journal of Management, 16(1), 61-72.

Krauter, E. (2007). Participação nos lucros e resultados: influência nos direcionadores de valor. São Paulo: Saint Paul.

Krauter, E. (2009). Contribuições do sistema de remuneração dos executivos para o desempenho financeiro: um estudo com empresas industriais brasileiras. Tese de doutorado, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil. Recuperado em 12 dezembro, 2012 de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12139/tde-29052009-092957.

Krauter, E. (2012). Executive compensation and financial performance in Brazilian companies. SSRN. Recuperado em 12 dezembro, 2012, de http://ssrn.com/abstract=217104.

Larrate, M. (2013). Governança corporativa e remuneração dos gestores. São Paulo: Atlas.

Lee, J.; Hall, E. H., Jr. & Rutherforf, M. W. (2003). A comparative study of U.S. and Korean firms: changes in diversification and performance. International Journal of Commerce & Management, 13(1), 11-41.

Oskan, N. (2007). CEO compensation and firm performance: an empirical investigation of UK panel data. SSRN. Recuperado em 2 dezembro, 2010, de http://ssrn.com/abstract=1102703.

PROGEP. (2012). Laudo técnico 2012. Recuperado em 5 setembro, 2012 de http://www.progep.org.br/MelhoresEmpresas/default.aspx.

Ulrich, D.; Halbrook, R.; Meder, D.; Stuchlik, M. & Thorpe, S. (1991). Employee and customer attachment: synergies for competitive advantage. Human Resource Planning, 14(2), 89-102.

Venkatraman, N. & Ramanujam, V. (1986). Measurement of business performance in strategy research: a comparison of approaches. Academy of Management Review, 11(4), 801-814.

Venkatraman, N. & Ramanujam, V. (1987). Measurement of business economic performance: an examination of method convergence. Journal of Management, 1(1),109-122.

Publicado
21-09-2013
Como Citar
Krauter, E. (2013). REMUNERAÇÃO DE EXECUTIVOS E DESEMPENHO FINANCEIRO: UM ESTUDO COM EMPRESAS BRASILEIRAS. Revista De Educação E Pesquisa Em Contabilidade (REPeC), 7(3). https://doi.org/10.17524/repec.v7i3.988
Seção
Artigos